Um diário de 1993 relata a chegada de Artur ao cotidiano de um casal que acaba de se mudar para a serra. A partir da aproximação gradativa desse forasteiro, o conto de Douglas Ferreira passa a acompanhar as ressonâncias dessa presença no interior da protagonista, que tenta, através da escrita, compreender o que se passa ao redor e se comunicar.
 

 

2020
12 x 18 cm
Miolo: papel pólen Bold 90g

Capa: papel AG 120g

Impressão a jato de tinta

Costura de três furos

 

Artur Verde | Douglas Ferreira

R$ 35,00Preço